Complexo Ferroviário da Bobadela adjudicado à ALB

A ALB vai continuar a assegurar a exploração e gestão do terminal rodoferroviário da Bobadela depois de ter apresentado a melhor proposta no concurso para a concessão daquela infraestrutura. Após o relatório final de avaliação, o júri atribuiu a adjudicação à ALB que poderá continuar a suas operações na Bobadela por um período alargado de cinco anos.

Lourenço Silva, CEO da ALB, garante que “a excelente localização do terminal” e a “proximidade dos portos e terminais marítimos da região”, foram as razões que levaram a empresa a concorrer ao concurso. “O caminho-de-ferro é mais uma razão para o interesse das entidades neste terminal, pelo que estamos muito contentes em poder continuar a assegurar elevados níveis de serviço aos nossos clientes”.

Prolongado o contrato para a concessão deste terminal, a ALB prevê tirar o máximo partido dos investimentos já realizados a diversos níveis. Lourenço Silva admite que “continuando a operar numa casa que já conhecemos, será uma mais-valia para todos os nossos colaboradores e profissionais. A ferrovia é o nosso principal foco no terminal, pelo que as obrigatoriedades resultante desde novo concurso, serão um desafio para continuarmos a trabalhar com o profissionalismo de sempre”.

Depois da publicação do relatório preliminar, procedeu-se à Audiência Prévia durante os cinco dias úteis seguintes, onde outra das entidades a concurso, apresentou uma pronúncia “relativa à análise e avaliação do Júri à proposta do concorrente ALB”.

O profissionalismo da Área Logística da Bobadela justificou a decisão última do relatório final de avaliação, onde “o Júri conclui que a documentação entregue pela ALB comprova, inequivocamente, que este concorrente satisfez o requisito mínimo previsto no mesmo Programa de Procedimento e comprovou que teve uma situação líquida positiva durante os anos de 2014 a 2016.” Durante todo o concurso, os relatórios e contas apresentados pela ALB, foram certificados pelos seus auditores externos e independentes.

Parceira da ALB, a consultora VTM – Consultores de Engenharia e Planeamento foi responsável por preparar toda a análise e projeto financeiro, necessários para levar de vencido o respetivo concurso para a concessão do Terminal da Bobadela. Sobre esta parceria, Lourenço Silva mostrou-se satisfeito e garante que “a VTM esteve connosco desde o início. Foi uma parceria de sucesso pois, a sua experiência no mercado, foi fundamental durante todo o concurso. Esperamos desenvolver com eles mais alguns projetos em curso”.

Recorde-se que os critérios de proposta para a adjudicação do concurso, lançado pela Infraestruturas de Portugal, estabeleciam que esta fosse realizada “de acordo com o critério do preço mais elevado para a concessão de exploração dos bens de domínio público, considerando-se este como o valor mensal que o concorrente se dispõe a pagar por todo o período inicial da concessão, não podendo esse preço contratual ser interior a 67.392 euros por mês”.

A proposta apresentada pela ALB foi de 87.040 euros, batendo de forma clara e destacada os valores apresentados por outras duas entidades a concurso. Saliente-se ainda que o respetivo terminal já estava concessionado à ALB, cujo contrato termina no próximo mês de maio.

O concurso para a concessão do Parque Norte do Complexo Ferroviário da Bobadela foi lançado no passado dia 28 de dezembro e previa a concessão do parque com a área de 111.591m2, por um período com a duração de cinco anos. “Findo este período, o contrato poderá ser renovado por períodos sucessivos de um ano, até ao limite de duas renovações, desde que se verifique o bom desempenho da Concessionária na realização de comboios e não se tenham verificado quaisquer situações de incumprimento dos valores previstos”. A ALB compromete-se a respeitar, na integra, todas as obrigações previstas no Caderno de Encargos e os compromissos para com Todos os seus clientes.

Share Button
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.